domingo, 7 de abril de 2019

Atores que precisam sair da zona de conforto



Charlie Day, The Rock e Bruce Willis


Os três vem fazendo o mesmo papel há alguns anos, não sabemos o motivo pelo qual aceitam esses projetos. Seria medo de se arriscar ? seriam péssimos agentes ? ou apenas uma desculpa para ganhar mais dinheiro? Não sabemos . O fato é que os três nomes dessa lista precisam urgentemente de bons projetos ou então, serão fadados a se tornar versões arrogantes, irritantes, tristes e musculosas do desperdiçado Nicolas Cage que nos últimos anos vem fazendo filmes tão idênticos que a única coisa que os distingue são as perucas que ele usa em cada projeto.


O primeiro sempre interpreta o sujeito medroso/ nervoso / ansioso , um tipo que o ator canadense Martin Short fazia com maestria nos anos 80 em filmes como "Viagem Insólita (1987) ".  Da lista, Charlie Day é o que mais me irrita, se olharmos com atenção seus personagens Dale Arbus em Quero Matar meu Chefe ( 2011), Dr. Newton Geiszler em Círculo de Fogo (2013) , Andy Campbell em Te Pego na Saída (2017) e até mesmo a sua participação no reboot de Férias Frustradas (2015) , veremos que Day interpreta basicamente O MESMO PERSONAGEM. Até mesmo seus colegas de ratpack andam se arriscando, Jason Bateman, por exemplo, esteve ótimo no subestimado "Sete Dias Sem Fim (2014)" e, mesmo não sendo do mesmo grupo, alguém viu Adam Sandler em Embriagado de Amor (2002), Espanglês (2004) , Reine sobre Mim (2007) ou Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe (2017) ?


O segundo é super carismático , mas se perdeu nos filmes de ação, tem sido difícil diferenciar um do outro, já que todos parecem iguais. Não acredita? Vejam os trailers. O reboot de "Jumanji (1996)" foi bem legal e só. Vejam bem, até mesmo Arnold Schwarzenegger fugiu do óbvio ao fazer filmes como "Irmãos Gêmeos (1988)" , "Um Tira no Jardim de Infância (1990)" e "Júnior(1994)".  Ok,  Dwayne Johnson / The Rock fez "O Fada do Dente" , "Um Espião e Meio" e brincou com sua persona em uma ponta no filme "Os Outros Caras", mas sério... deem uma olhada nos outros filmes, The Rock não tem um personagem marcante como um "John McClane" em sua carreira como é o caso do próximo nome dessa lista.



O último, mas não menos importante. Dos três é o único que se arrisca de vez em quando, Willis mudou o cinema de ação com o sucesso "Duro de Matar (1988)", 
John McClane  é um dos 
personagens mais marcantes do cinema de ação, Willis chegou a fazer coisas novas no final dos anos 90 com  "Pulp Fiction- Tempo de Violência(1994)" , "O Sexto Sentido(1999)" e "Corpo Fechado(2001)" ambos do diretor M. Night Shyamalan, passou a década de 2000 com poucos filmes que fugiam da mesmice , destaque para "Sin City(2005)" , entrou na década seguinte com os bons "Looper ( 2012)" e "Moonrise Kingdom(2012)" fez mais filmes menores e prometeu uma boa performance este ano com o filme "Vidro (2019)", também de Shyamalan mas, não conseguiu ( na minha opinião) repetir o bom trabalho do filme de 2001. 



Willis é um astro cuja carreira está consolidada há anos mas, assim como os demais, de alguns anos para cá ele vem se repetindo em papéis que lembram muito o John McClane que lhe deu fama mundial . O ator já mostrou seu talento nas mãos de nomes como Wes Anderson Shyamalan e Tarantino , só falta ele voltar a escolher bons roteiros. Vide a parceria de ‎Mickey Rourke e Darren Aronofsky que resultou no filme O Lutador ( The Wrestler, EUA, 2008 ) que foi aclamado pelo público e pela crítica. Aos três nomes da lista, falta a coragem não apenas de Rourke, mas de um Jim Carrey que, mesmo sendo um gênio em seu segmento, conseguiu quebrar a barreira em filmes sérios e só não foi aclamado no Oscar pela mesma teimosia dessa premiação.

Post Anterior
Próximo Post

Sobre o Autor

O 1º TAKE é um espaço criado para dividir com os leitores assuntos interessantes sobre música,séries, cinema, teatro e arte em geral. Blog editado pelo louco Walther Jr. ,um espectador apaixonado por cinema,teatro,música,cerveja, vinho,pizza,pão na chapa,churrasco,lasanha,empada,pão de queijo... Ou seja,sou normal como todo mundo, não esperem nada profissional por aqui. Forte abraço e um viva a sétima arte.

0 comentários: